terça-feira, 27 de abril de 2010

Seu Madruga: Vila e obra

Essa é para você, fã do Seu Madruga!! Acabou de ser lançado o livro do Seu Madruga, imperdível... Ah, e uma coisa é certa, o que antes era por muitos considerado brega, acabou se tornando um ícone cult, pop... E aí, já se rendeu às graças do madruguinha?
Quem é Seu Madruga? Uma pergunta, muitas respostas. Fotógrafo, pedreiro, boxeador, toureiro? Um malandro sem um centavo no bolso que sempre traz no rosto um sorriso franco e espontâneo? Um sujeito mal humorado e resmungão, mas, no fundo, no fundo, dono de um bondoso coração? Ou tudo isso e muito mais? Ao longo de 14 capítulos que vão sendo "quitados", numa tentativa de ajudar Seu Madruga a pagar os eternos 14 meses de aluguel, você irá se transformar em um profundo conhecedor desta figura impagável que, vai ver por isso, tinha certa dificuldade para pagar as contas.

Este livro presta homenagem a este personagem que, mesmo devedor confesso e trambiqueiro inveterado, conquistou o púbico graças tão somente ao seu carisma. Sua imagem talvez só não seja mais reproduzida em camisas que a de Che Guevara. Um verdadeiro ícone pop! Filósofo de doutrina bem particular, os ensinamentos deste velho lobo do mar estão na ponta da língua de crianças, jovens, adultos e idosos. Quem não concorda que "a vingança nunca é plena; mata a alma e a envenena"? Ainda que nem sempre suas atitudes condigam com seu discurso (sim, ele é humano! Sagradas são as dívidas), Seu Madruga provou morar não só no 72; mas no coração de milhares, milhões de fãs.


Filosofias do Seu Madruga


"A vingança nunca é plena: mata a alma e a envenena."

"Devemos perdoar as ofensas... devemos perdoar as afrontas... devemos perdoar os aluguéis atrasados."

"Quando a fome aperta, a vergonha afrouxa."

"O burro empaca perto do trigo..."

"Não há nada mais trabalhoso do que viver sem trabalhar."

"Não existe trabalho ruim. O ruim é ter que trabalhar."

"As dívidas são sagradas."

"Não há nada como dever."

"Sou pobre, porém honrado."

"Eu sempre deixo as vagas de empregos para os mais jovens, e venho tomando essa nobre atitude desde os meus 15 anos!"

"Deu tudo certo, tirando o errado... bem próximo do péssimo!"

"Se eu soubesse que tinha mandado um burro fazer isso, ia eu mesmo."

E, para terminar: "Puxa, repuxa, recontrapuxa".


Detalhes da EdiçãoTítulo: Seu Madruga: Vila e Obra
Autor: Pablo Kaschner
Editora: Mirabolante
Ano: 2010
Idioma: PortuguêsISBN: 978-85-6204-014-6

6 comentários:

  1. Que bacana, eu quero!

    ResponderExcluir
  2. seu madruga é muito foda. tem episodios do chaves que só tem ele mesmo pra salva o capitulo!!

    ResponderExcluir
  3. cara, as vezes eu paro e penso. eu fui a única criança a não gostar de chaves?

    ResponderExcluir
  4. não gostar de chaves deve ser algum tipo de distúrbio

    mOcOnhO!

    ResponderExcluir
  5. eu queeero *-------* cara, Seu Madruga é o melhor do seriado. Teve uma época que a Dona Neves pegou o lugar do seu madruga: Piores Episódios.
    '[i]vaai lá.
    http://jovens-conquistadores.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...